Dicas simples para manter o funcionamento do seu veículo perfeito

Você comprou o carro dos seus sonhos e agora quer que ele dure o máximo de tempo possível nas melhores condições possíveis, além disso, deve ter atenção no IPVA 2022.

Aqui estão algumas coisas a serem lembradas enquanto você está comprando seu carro pela primeira vez e saindo com ele.

Durante o período de início, normalmente os primeiros (1.600 km), mantenha sua velocidade abaixo de 88 km/h ou à velocidade recomendada pelo fabricante do seu carro.

Evite cargas pesadas pra puxá-lo, como reboques, e carregar o bagageiro ou porta-malas com materiais de construção pesados.

Não permita que seu carro novo fique parado por longos períodos – este é um bom conselho para a vida útil de seu carro, mas especialmente durante demais processos. A pressão de óleo gerada ao fazer isso pode não estar enviando óleo suficiente para cada parte de seu motor.

Use apenas aceleração leve a média, mantendo a rotação do motor abaixo de 3.000 durante as primeiras horas de direção.

Esteja ciente também destas formas de desperdiçar dinheiro com seu carro.

Dirija com cuidado todos os dias

Ser atencioso não deve diminuir depois do arrombamento. Dirija com cuidado todos os dias e seu carro o recompensará com intervalos mais longos sem reparos.

Não force a aceleração com o motor do seu carro durante a partida. Esta é uma maneira rápida de acrescentar anos de desgaste ao seu motor, especialmente se estiver frio lá fora.

Acelere lentamente ao iniciar sua corrida. O maior desgaste do motor e da aceleração ocorre nos primeiros 10 a 20 minutos de operação.

Aquecer o motor deixando-o parado na entrada do motor não é uma ideia inteligente. O motor não opera em seu pico de temperatura, resultando em combustão incompleta do combustível, depósitos de fuligem nas paredes do cilindro, contaminação de óleo e, por fim, componentes danificados.

Coloque menos tensão em seu motor e na transmissão automática, mudando para neutro nos faróis vermelhos. Caso contrário, o motor ainda está funcionando para empurrar o carro mesmo enquanto ele estiver parado.

Evite dirigir em altas velocidades e acelerar rapidamente, especialmente quando estiver muito quente ou muito frio no exterior. Tal comportamento de direção resultará em reparos mais frequentes.
Prolongue a vida útil de seus pneus com uma condução mais cuidadosa. Observe os limites de velocidade fixados. Evite arranques rápidos, paradas e curvas. Evite buracos e objetos na estrada. Não atropelar as calçadas ou bater com o pneu contra a calçada ao estacionar. E, é claro, não queime a borracha.

Ao girar o volante, não o mantenha na posição extrema direita ou esquerda por mais de alguns segundos. Ao fazer isso, pode danificar a bomba de direção hidráulica.

Consolide suas curtas viagens de direção. A maior parte do desgaste – assim como a poluição que seu carro gera – ocorre nos primeiros minutos de direção. Fazer vários trocas de marcha ao mesmo tempo, durante as horas de pouco tráfego, se possível, manterá seu motor mais feliz por mais tempo (prepare seu carro para o inverno com estas dicas que potencialmente podem salvar sua vida).

Continue acompanhando nosso site para receber essa e demais atualizações interessantes.

Quais países já liberaram a entrada de brasileiros?

Em quase todo o decorrer da pandemia o Brasil é visto como um risco à saúde mundial, pois é tido como um dos países com mais casos e mortes por Covid-19 em todo o mundo.  De fato, o país é o segundo mais afetado pela covid-19 no mundo e foi apontado por um estudo australiano como país com pior gestão da pandemia.

Ao todo desde o início da pandemia são 19,6 milhões de casos e mais de  548 mil mortes. Este cenário assusta e  é o responsável por  levar muitos países a fechar a suas fronteiras para brasileiros, devido ao risco de um descontrole maior da pandemia.

A situação, no entanto,  vem melhorando já que agora com o avanço da vacinação e a queda gradual no número de casos, alguns países voltaram a abrir suas fronteiras, fazendo com que os brasileiros voltassem a ter opções de destinos internacionais.

Caso você esteja planejando uma viagem internacional, antes de começar a fazer as malas,  tenha em mente que você precisa cumprir alguns requisitos para a  entrada em alguns destes países. Estes requisitos vão desde o teste de Covid-19, como a apresentação do comprovante de vacinação e/ou quarentena na chegada e/ou no retorno do país.

Veja quais são os países que liberam a entrada de brasileiros.

Até agora a maior parte dos países abertos aos turistas brasileiros são os nossos países  vizinhos da América do Sul e  os países da América Central.  Sendo que alguns dos principais destinos escolhidos pelos brasileiros apresentam barreiras leves de entrada são:

  • República Dominicana
  • Costa Rica
  • Belize
  • Colômbia
  • Venezuela

E com barreiras um pouco mais pesadas que exigem que o viajante cumpra os requisitos já citados, são eles:

  • Cuba
  • Panamá
  • Equador
  • Paraguai

Destaque para Cuba que mesmo com os problemas sociais do país conseguiu controlar o avanço da doença em seu território.

Migrando para outros continentes, o Egito e os Emirados Árabes, possuem barreiras leves para turistas brasileiros. Na Islândia e Irlanda os turistas encontram um pouco mais de dificuldade, pois precisam cumprir os requisitos, como o teste de Covid-19, como a apresentação do comprovante de vacinação e/ou quarentena na chegada e/ou no retorno do país.

Infelizmente, alguns dos destinos mais amados e procurados por brasileiros, ainda não estão abertos ao turismo, como é o caso dos Estados Unidos e dos países da União Europeia.

Ao todo,  86 países ainda possuem bloqueios fortes para quem vem do Brasil, onde a entrada de brasileiros só é permitida no caso de pessoas que possuem dupla cidadania ou que  residem no país, ou  ainda caso o viajante atenda a todos os requisitos mais rígidos de segurança.

Se o país que você pretende conhecer ainda não está na lista não desanime, as restrições mudam a todo o momento.

 

 

 

 

 

 

 

 

Aula presencial ou online, qual a mais produtiva?

A pandemia não mudou apenas o nosso jeito de lidar com a saúde, tendo que inserir de uma hora para outra na nossa rotina o uso de máscara, álcool em gel e o distanciamento social. Ela mudou também o nosso jeito de aprender, pois com o fechamento de escolas e universidades em todo o Brasil, os estudantes tiveram que se adaptar abruptamente ao ensino online.

Muito se fala sobre o ensino presencial ou online, mas afinal, qual deles é o mais produtivo?

A verdade é que em cada uma dessas modalidades de ensino existem vantagens e desvantagens e antes de decidirmos qual é a mais produtiva devemos conhecer algumas destas vantagens.

Vantagens da aula presencial

A primeira e talvez mais importante vantagem da aula presencial é o  contato direto entre professor e aluno, o que facilita o aprendizado do aluno através do esclarecimento de dúvidas e acompanhamento das atividades e da evolução de cada aluno diariamente.  A presença do professor no ambiente faz com que haja menos distração e mais foco dos alunos nas tarefas a serem executadas.

O contato direto  com os colegas também propicia mais interação e dinamicidade no processo de aprendizado. Visto que muitas vezes são os próprios colegas que incentivam o aluno no processo de aprendizado, tirando dúvidas, lembrando de prazos de testes e tarefas, criando grupos de estudos. Trazendo alegria e leveza ao ambiente escolar, fortalecendo laços sociais.

Estar em uma estrutura física também  possibilita o aprendizado de forma  prática, onde o aluno pode desenvolver, com auxílio do professor, tudo aquilo que foi aprendido em sala de aula através de experimentos em laboratórios, por exemplo. O que seria inviável no ensino a distância.

Vantagens da aula online

Já na aula online, a primeira e mais importante vantagem a ser apresentada é a possibilidade de  flexibilização do horário e local de estudo, nela o aluno pode estudar a qualquer hora em qualquer lugar. Podendo até mesmo escolher estudar ao ar livre. Assim o estudo se torna mais  dinâmico e personalizado.

Outro fator importante é que o estudante está em um ambiente mais aconchegante e familiar o que pode torná-lo mais produtivo pelo fato dele se sentir mais seguro para se desenvolver sem medo.

O contato direto com a internet também traz mais velocidade e abre novas possibilidades às aulas. O contato com vídeos, seminários, palestras de  qualquer lugar do mundo, traz a atualidade para dentro da sala de aula. Muitas vezes no ensino presencial o aluno precisa se contentar com as informações contidas nos livros didáticos, que em  muitos casos já contam com informações datadas e desatualizadas.

Vimos que em ambas as modalidades há diversas vantagens que tornam o aprendizado mais  produtivo. Sendo assim respondendo a pergunta inicial, o ensino mais produtivo é aquele com o qual o aluno se adapta melhor. Cabe ao aluno escolher o melhor para ele.

 

O que é bloqueio digestivo? O bloqueio intestinal,  que levou à internação do presidente Bolsonaro.

No início do mês de Julho, o presidente Bolsonaro começou a apresentar alguns problemas de saúde e na madrugada de quarta-feira (14/7), o mesmo foi levado ao Hospital das Forças Armadas, em Brasília, após sentir fortes dores abdominais.

No hospital foi constatado um quadro de obstrução intestinal, mas afinal o que é esta condição apresentada pelo Presidente Bolsonaro?

O que é obstrução intestinal?

A obstrução intestinal, como o próprio nome já diz, é um bloqueio que ocorre em  parte do intestino delgado ou do intestino grosso, impedindo a passagem de alimentos e enzimas digestivas, ou seja, com essa obstrução não é possível fazer com que  os conteúdos consigam transitar pelos órgãos e completar o processo de digestão.

Quais são as  causas da obstrução intestinal?

Essa condição pode ocorrer devido a uma série de fatores, incluindo doenças, mas falando especificamente do quadro de Bolsonaro,  uma das hipóteses levantadas pelos especialistas  para a causa dessa obstrução, é que  a de que o quadro pode ter relação a série de cirurgias as  quais o presidente precisou passar após sofrer o atentado  a faca no ano de 2018.   Visto que o processo de cicatrização destas cirurgias pode ter resultado na atual perda da movimentação do intestino.

Esta é uma  situação relativamente frequente em pessoas que se submeteram a cirurgias abdominais.

Quais os sintomas apresentados?

Quando o intestino está bloqueado, o paciente não consegue evacuar e nem liberar gases. Essa condição provoca  os seguintes sintomas : vômitos, enjoo, estufamento da barriga, dores abdominais e também um soluço mais frequente e intenso. No caso do presidente, o mesmo relatou que sofria há pelo menos dez dias de uma crise constante de soluços. E nas últimas horas antes de ser diagnosticado, apresentou sintomas como inchaço e dores fortes na barriga, segundo informações divulgadas pelo governo federal na quarta-feira.

Como é feito o tratamento?

Depois de  diagnosticado, dependendo da causa, da gravidade e do local onde a obstrução ocorreu, o médico opta pelo tratamento ou pela intervenção cirúrgica.

Os exames de  tomografia e raio-x, auxiliam a equipe médica na tomada de decisão sobre qual o melhor caminho a seguir no tratamento.  Muito embora não seja raro os casos em que os pacientes, tenham que se submeter a  uma cirurgia para liberar o trânsito intestinal.

No caso do presidente, no entanto, a possibilidade de cirurgia foi descartada devido à boa evolução do quadro de Bolsonaro.

O presidente Jair Bolsonaro já recebeu alta, mas deve seguir com os cuidados. Depois do tratamento, o paciente  deve seguir uma dieta de alimentação rigorosa e ter acompanhamento médico, para evitar que a obstrução ocorra novamente e evitar que sejam feitas novas intervenções cirúrgicas.