O que é bloqueio digestivo? O bloqueio intestinal,  que levou à internação do presidente Bolsonaro.

No início do mês de Julho, o presidente Bolsonaro começou a apresentar alguns problemas de saúde e na madrugada de quarta-feira (14/7), o mesmo foi levado ao Hospital das Forças Armadas, em Brasília, após sentir fortes dores abdominais.

No hospital foi constatado um quadro de obstrução intestinal, mas afinal o que é esta condição apresentada pelo Presidente Bolsonaro?

O que é obstrução intestinal?

A obstrução intestinal, como o próprio nome já diz, é um bloqueio que ocorre em  parte do intestino delgado ou do intestino grosso, impedindo a passagem de alimentos e enzimas digestivas, ou seja, com essa obstrução não é possível fazer com que  os conteúdos consigam transitar pelos órgãos e completar o processo de digestão.

Quais são as  causas da obstrução intestinal?

Essa condição pode ocorrer devido a uma série de fatores, incluindo doenças, mas falando especificamente do quadro de Bolsonaro,  uma das hipóteses levantadas pelos especialistas  para a causa dessa obstrução, é que  a de que o quadro pode ter relação a série de cirurgias as  quais o presidente precisou passar após sofrer o atentado  a faca no ano de 2018.   Visto que o processo de cicatrização destas cirurgias pode ter resultado na atual perda da movimentação do intestino.

Esta é uma  situação relativamente frequente em pessoas que se submeteram a cirurgias abdominais.

Quais os sintomas apresentados?

Quando o intestino está bloqueado, o paciente não consegue evacuar e nem liberar gases. Essa condição provoca  os seguintes sintomas : vômitos, enjoo, estufamento da barriga, dores abdominais e também um soluço mais frequente e intenso. No caso do presidente, o mesmo relatou que sofria há pelo menos dez dias de uma crise constante de soluços. E nas últimas horas antes de ser diagnosticado, apresentou sintomas como inchaço e dores fortes na barriga, segundo informações divulgadas pelo governo federal na quarta-feira.

Como é feito o tratamento?

Depois de  diagnosticado, dependendo da causa, da gravidade e do local onde a obstrução ocorreu, o médico opta pelo tratamento ou pela intervenção cirúrgica.

Os exames de  tomografia e raio-x, auxiliam a equipe médica na tomada de decisão sobre qual o melhor caminho a seguir no tratamento.  Muito embora não seja raro os casos em que os pacientes, tenham que se submeter a  uma cirurgia para liberar o trânsito intestinal.

No caso do presidente, no entanto, a possibilidade de cirurgia foi descartada devido à boa evolução do quadro de Bolsonaro.

O presidente Jair Bolsonaro já recebeu alta, mas deve seguir com os cuidados. Depois do tratamento, o paciente  deve seguir uma dieta de alimentação rigorosa e ter acompanhamento médico, para evitar que a obstrução ocorra novamente e evitar que sejam feitas novas intervenções cirúrgicas.